Início Tipos de tratamento de piscina Ozônio para piscina Ozônio para piscinas | Tudo sobre tratamento de piscina com ozônio

Ozônio para piscinas | Tudo sobre tratamento de piscina com ozônio

5 minutos de leitura.

Este artigo é o primeiro de uma série que falará a respeito dos tipos de tratamentos para piscina

Hoje vamos falar a respeito do tratamento de piscinas com ozônio!

São vários os métodos de tratamento que, no final, têm como principal objetivo eliminar todo e qualquer microrganismo que esteja na água da piscina deixando-a segura para os usuários.

Muitos de vocês já ouviram falar que o cloro de piscinas não faz bem para a saúde.

Uns sabem que faz mal pois resseca os cabelos, causa ardência nos olhos, deixa cheiro forte na água. E realmente grande parte desta conversa é verdadeira!

Existem estudos que apontam que a utilização de determinados tipos de compostos clorados em piscinas, especialmente quando usados em grande quantidade (ultrapassando os 30 PPM), pode acabar gerando subprodutos potencialmente cancerígenos como os trihalometanos.

É por isso que vamos falar a respeito de métodos diferentes de tratamento de piscinas e hoje optamos pelo ozônio para piscinas!

Sim, isto mesmo! Você não leu errado!

Uma das tecnologias mais recentes e promissoras no tratamento de piscinas é a utilização do gás ozônio. Vejamos alguns pontos importantes desse tipo de tecnologia…

O que é ozônio?

O ozônio, ou triTratamento de piscinas com ozôniooxigênio,  é um gás azulado gerado a partir do gás oxigênio.

Este mesmo oxigênio que respiramos!

O gás ozônio (O3) é formado por moléculas muito mais instáveis que sua molécula com apenas dois átomos, o oxigênio (O2).

Por isso, geralmente não se pode manter o ozônio por muito tempo, ele acaba se desfazendo e formando moléculas de oxigênio (O2).

É sabido que com as descargas elétricas que ocorrem na atmosfera, as moléculas de oxigênio (O2) se separam e acabam fornecendo seus átomos para outras moléculas de O2, formando assim o gás ozônio (O3).

Pelo fato de ser altamente instável, esta molécula, em condições reais, dura poucos segundos na atmosfera até voltar a sua forma original.

Características do ozônio

  • O ozônio é um oxidante super potente.
  • Ele pode ser formado a partir do ar ambiente.
  • A molécula do ozônio se decompõe em oxigênio, não deixando resíduos no ambiente.
  • O ozônio mata bactérias.
  • O ozônio mata fungos.
  • O ozônio mata leveduras.
  • O ozônio mata protozoários.
  • O ozônio MATA ATÉ VÍRUS!

O ozônio é o germicida natural mais potente que existe!

Mas tratar a piscina com ozônio por quê?

São incontáveis os benefícios de tratar piscinas com gás ozônio. Vamos fazer mais uma lista?

  • O ozônio é 100 vezes mais eficaz que o cloro, ou seja, ele é mais potente quando aplicado para eliminar microrganismos nocivos à saúde humana.
  • O ozônio age 3120 vezes mais rápido que o cloro, agilizando qualquer processo de desinfecção.
  • O tratamento de piscinas com ozônio não resseca a pele dos banhistas, garantindo maior prazer e conforto.
  • O tratamento de piscinas com este gás também não irrita os olhos.
  • Ozônio para tratamento de piscinasO sistema de geração e transferência de ozônio é ecologicamente correto uma vez que utiliza como única matéria prima o ar e libera este mesmo gás como resíduo.
  • O sistema de tratamento de piscinas com ozônio também é ecologicamente correto pois consome pouquíssima energia elétrica.
  • Ao contrário da água tratada com cloro, aquela que é tratada com ozônio fica incolor, cristalina, sem cheiro nem resíduos químicos.
  • Piscinas tratadas com ozônio não desbotam a roupa dos banhistas.
  • O sistema de tratamento com ozônio é totalmente automático, dispensando o manuseio de produtos perigosos como o cloro, que, se inalado, pode causar sérios danos à saúde.
  • Alguns microrganismos desenvolvem defesas contra a ação oxidante do cloro e acabam se tornando resistentes, o que não ocorre com o ozônio.
  • Dispensa gastos mensais com produtos químicos pois, como já dissemos, utiliza o ar como matéria prima.
  • Ao contrário do tratamento com cloro, a utilização do ozônio não requer a correção frequente do pH da piscina facilitando a vida do dono da piscina.
  • O ozônio não provoca corrosões nos equipamentos da piscina, uma vez que, se instalado de forma correta, ele nem chega a entrar em contato com a bomba, o filtro e outros equipamentos da piscina.

Enfim, são vários, inúmeros motivos para você querer substituir o cloro pelo ozônio mas, infelizmente, isso não é possível.

Apesar de ser uma solução mais prática, um teor de cloro livre mínimo se faz necessário pois o ozônio não oferece o que chamamos de “residual de proteção”. Para o bem da verdade, não precisa ser o cloro, necessariamente, pode ser qualquer outra substância que mantenha um residual de proteção na água.

Orçamento para gerador de ozônio

Para você que quer a tecnologia do ozônio na sua piscina, fizemos uma parceria com uma fabricante e eles entrarão em contato contigo. Basta preencher os dados abaixo e aguardar, ok?



    Esperamos que vocês tenham gostado de nossas explicações sobre a utilização do ozônio no tratamento de piscinas.

    Para sanar qualquer dúvida que tenha ficado utilize o campo de comentários logo abaixo. Grande abraço e até a próxima!

    O conteúdo desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 - Lei de direitos autorais.